Anúncios

Após UFBA, Institutos Federais na Bahia sofrem com cortes de verbas

IFBA Campus Valença sofreu o maior corte registrado dentro dos últimos cinco anos, de aproximadamente R$ 300 mil.

Após o Ministério da Educação anunciar o bloqueio de 30% da verba das instituições federais de ensino, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano) e o Instituto Federal da Bahia (IFBA) confirmaram bloqueio de repasses. O Institutos Federais sofrem com cortes contínuos, mas este último corte registrado dentro dos últimos cinco anos, de aproximadamente R$ 300 mil.

Por meio de nota à imprensa, a Reitoria do IFBaiano informou que ficou ciente do corte de verbas, desde a última terça-feira (30), após o bloqueio automático do governo federal. Já o reitor Pro Tempore do IFBA, Renato da Anunciação, contou que o bloqueio do dinheiro destinado à instituição só foi notado nesta sexta-feira (03), através do sistema do governo federal pelo qual os diretores têm acesso às informações sobre as verbas das instituições de ensino.

Prevendo a expansão do corte de verbas para os Institutos Federais, após o bloqueio financeiro ao qual a UFBA foi acometida, Diretores Gerais de diversos Campi do IFBA e do IFBaiano, reuniram o corpo docente, Técnicos Administrativos e estudantes durante toda a semana, para confirmar o corte de verba e fazer um comparativo com os valores que até fevereiro de 2019, estavam previstos para investimento, dentro do orçamento organizado pelos Institutos no ano anterior.

De acordo com Rafael Reale, Professor do IFBA Campus Valença, “o prejuízo será grande até o fim do ano”. Em conversa com nossa Redação, alguns professores dos campi do IFBaiano de Valença e Santo Antônio de Jesus, frisaram de forma unânime, as dificuldades crescentes que os Institutos do interior vêm enfrentando e a preocupação geral da Instituição, em manter a qualidade dos cursos oferecidos.

 “Os programas de Governo voltados para a Educação do Governo Lula, fizeram a educação, a pesquisa e a extensão ofertados no Brasil, ganhar destaque no exterior. Temos aqui no nosso campus, exemplos de estudantes que foram premiados em Feiras, Simpósios e outros eventos importantíssimos a nível nacional, porque até então, tínhamos condições de investir nesses estudantes. Mas e agora? Como é que ficam nossos jovens pesquisadores? Hoje ofertamos desde a alimentação, até um auxílio ortodôntico e oftalmológico, para aqueles estudantes que se encontram em situação crítica de vulnerabilidade social”, ressaltou um dos docentes, em desabafo emocionado à nossa Redação.

Em conversa com nossa Redação, alguns professores dos campi do IFBaiano de Valença e Santo Antônio de Jesus, frisaram de forma unânime, as dificuldades crescentes que os Institutos do interior vêm enfrentando e a preocupação geral da Instituição, em manter a qualidade dos cursos oferecidos.
IFBaiano Campus Valença (Foto: Reprodução)

Veja também: SINASEFE – IFBA aprova adesão à Greve Geral; A expectativa é de paralisação das aulas ainda este mês

Em reunião que aconteceu no campus do IFBA em Santo Antônio de Jesus com a presença de estudantes, Técnicos e professores, Luzia Mota, Reitora do IFBA eleita em 2018, reiterou a sua preocupação com o futuro do IFBA mas se comprometeu em trabalhar com inteligência e criatividade.

A crise está aí. Os cortes foram impostos pelo Governo Federal de uma forma autoritária. Todos nós sofremos com isso, mas os primeiros atingidos, com certeza são os [funcionários] terceirizados. Temos cursos para implantar em alguns campi e outros que estão em fase de implantação, passando ainda por mudanças. Não posso prometer o que não vou conseguir cumprir, mas o que estiver ao meu alcance, eu farei pelo IFBA”, ressaltou Luzia, ao ser recepcionada pelos Campus em Santo Antônio de Jesus na última quinta-feira (02).

O corte de repasses às instituições federais virou o centro de polêmica no país, após o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciar, em entrevista ao Estado de São Paulo, que iria cortar recursos de universidades federais que apresentassem desempenho acadêmico fora do esperado e, ao mesmo tempo, estivessem promovendo “balbúrdia”. Na lista dessas Universidades, estava a UFBA.

O corte de repasses às instituições federais virou o centro de polêmica no país, após o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciar, em entrevista ao Estado de São Paulo, que iria cortar recursos de universidades federais que apresentassem desempenho acadêmico fora do esperado e, ao mesmo tempo, estivessem promovendo "balbúrdia". Na lista dessas Universidades, estava a UFBA.
Universidade Federal da Bahia – UFBA (Foto: Reprodução)

Leia também: Após serem acusados de promover “balbúrdia”, professores da UFBA realizam manifestações nas redes sociais

Em nota, o IF Baiano informou que o corte, que corresponde a 30% do orçamento total, foi realizado no montante voltado à capacitação e funcionamento. Diante desse cenário, a Instituição já determinou algumas medidas de contingenciamento orçamentário, a exemplo da racionalização do consumo de água e energia, redução do uso de veículos oficiais, e revisão das ações que envolvem orçamento de custeio, tais como: reuniões, cursos de capacitação, eventos e viagens técnicas.

Atualmente, o IFBA está presente em 23 municípios, espalhados entre Salvador e cidades do interior, como Valença, Santo Antônio de Jesus, Barreiras, Brumado, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Irecê, Ilhéus, Jacobina, entre outros. Além disso, o Instituto conta com média de 32 mil alunos, entre presenciais e da educação à distância.

Os alunos são de ensino médio integrado, cursos técnicos subsequentes, graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado. Já o IF Baiano possui 12.920 estudantes, em campi espalhados por 14 municípios da Bahia: Alagoinhas, Bom Jesus da Lapa, Catu, Governador Mangabeira, Guanambi, Itaberaba, Itapetinga, Santa Inês, Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas, Uruçuca, Valença e Xique-Xique. O IFBaiano também atua com polos de Educação a Distância (EaD).

Conheça a história do IFBA, clicando aqui.
Conheça a história do IFBaiano, clicando aqui.

Anúncios

2 thoughts on “Após UFBA, Institutos Federais na Bahia sofrem com cortes de verbas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.