Anúncios

Caminhada Ecológica do Projeto “Plantando para o Futuro” acontece em Valença

Foram disponibilizadas 3 mil mudas de plantas nativas para a recuperação das matas ciliares, que começaram a ser plantadas hoje, após a Caminhada Ecológica.

Aconteceu na manhã de hoje (07) a Caminhada Ecológica do Projeto “Plantando para o Futuro”, que visa a recuperação das matas ciliares da bacia do Rio Una, que abastece o município de Valença. A ação foi realizada pelo Sistema Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA), em parceria com o mandato do Vereador Adailton Francisco, Rotary Club e Central das Associações da Agricultura Familiar de Valença (CAAF).

Visando envolver a comunidade, o evento contou com a participação de estudantes e professores de escolas municipais de Valença, dos Vereadores Adailton Francisco e Vane Costa, funcionários e colaboradores da SEMA e do SAAE, além da imprensa local, que participaram ativamente das ações ecológicas.

Foram disponibilizadas 3 mil mudas de plantas nativas para a recuperação das matas ciliares, que começaram a ser plantadas hoje, após a Caminhada Ecológica. Segundo Rosimary Paixão, Diretora do SAAE, a ação está sendo feita visando a preservação das águas do Rio Uma, principalmente para as próximas gerações.

Para o Vereador Adailton Francisco, essa é uma ação de resultados à longo prazo, mas que precisava sair do papel. “Não adianta pensar e projetar, precisamos tirar do papel. Fizemos um grupo de pessoas preocupadas com o Rio Una, com o meio ambiente e com o futuro das próximas gerações. Provavelmente nós que estamos aqui não seremos beneficiados de imediato com isso, mas é uma ação a longo prazo, que com certeza impactará positivamente no futuro”, garantiu o Vereador.

Reforçando as falas anteriores durante os discursos, o Secretário de Meio Ambiente Marcelo Borges, afirmou que há a necessidade de continuidade da ação. “Independentemente da gestão que esteja ou que venha, essa ação precisa continuar. Não podemos nos limitar ao hoje. Precisamos ensinar, principalmente às crianças, a importância de se preservar o meio ambiente e os nossos recursos naturais”, concluiu Borges.

Tendo início em dezembro de 2017, um grupo composto por organizações diretamente ligadas às questões ambientais, além dos poderes Executivo e Legislativo, deram o pontapé inicial ao projeto de recuperação das matas ciliares do rio que abastece o município de Valença. Inicialmente, o grupo formado por ambientalistas, técnicos agrícolas, engenheiros agrônomos e ambientais e defensores da natureza, realizou reuniões a fim de montar o projeto de reflorestamento e recuperação.

As primeiras ações práticas registradas, aconteceram em janeiro de 2018, com as primeiras visitas técnicas na área, localizada no bairro Alto de São Roque, local de captação de agua do SAAE. Posteriormente, a equipe realizou reuniões, visitas, recomendações aos criadores de animais da região e isolamento de 980 metros lineares, totalizando uma área de 5.880 m² (correspondendo à Área de Proteção Permanente – APP de 6 metros, entre o rio e a cerca).

Dentre os rios que abastecem o Una, estão o Rio do Braço, que passa pelas cidades de Mutuípe, Presidente Tancredo Neves e Valença e o Rio Piau, que passa pelas cidades de Teolândia, Presidente Tancredo Neves e Valença, principais alvos das próximas ações de reflorestamento.

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.